SEAMOS AMIGOS

Editar mi perfil

A gordura abdominal pode matar

Por Carola Sixto -
A gordura abdominal pode matar

A preocupação com a gordura abdominal está além da questão estética. Isso foi comprovado pelo estudo "Adiposidade abdominal e geral e o risco de morte na Europa", publicado no jornal "The New England Journal of Medicine".

Diferentemente de outros estudos que se baseiam no Índice de Massa Corporal (IMC) para explicar como a obesidade afeta a saúde, este estudo investiga a distribuição da gordura como prognóstico de morte prematura. Assim, após examinarem 359.387 participantes de nove países da Europa ao longo de 10 anos, os pesquisadores ofereceram uma nova abordagem à questão da obesidade, demonstrando que as pessoas que acumulam mais gordura abdominal possuem o dobro de risco de morrer de qualquer causa.

Ao término do estudo, 14.723 pessoas haviam morrido por diferentes razões: 5.429 de tumores, 3.443 de doenças no sistema circulatório, 637 de problemas respiratórios, 2.209 de outras causas e 3.005 de motivos não especificados. Entre os fatores condicionantes da obesidade, o consumo de álcool demonstrou ser um importante determinante da obesidade masculina, mas não foi relatada qualquer associação à obesidade feminina.

Os que correm maior risco

De acordo com o estudo, as pessoas que possuem maior chance de morrer prematuramente são:

  • Mulheres com IMC acima de 24,3.
  • Homens com IMC acima de 25,3.

O risco pode ser ainda maior em alguns casos:

  • Mulheres com IMC maior do que 35 correm um risco 65% maior do que mulheres com IMC de 24,3.
  • Mulheres com uma circunferência abdominal acima de 89 cm correm um risco 78% maior do que aquelas cuja medida é inferior a 70,1 cm.
  • Homens com IMC acima de 35 apresentam um risco 90% maior.
  • Homens com IMC abaixo de 18,5 dobram as chances de mortalidade, assim como as mulheres.
  • O risco, também, é dobrado em homens que possuem um perímetro abdominal de mais de 102 cm, em comparação àqueles homens com circunferência abdominal inferior a 86 cm.

Uma barriga saliente não é algo que se possa modificar da noite para o dia. No entanto, perder peso é possível com uma dieta balanceada e atividade física adequada.

 

INSCRÍBETE YA AL NEWSLETTER
Recibe alertas y noticias de Dietas y Nutrición a tu correo

Enviamos un correo de bienvenida a {{email}}, pero al parecer ese destinatario no existe.

¿Es correcto este email?

Publicidad